Pastoral do Surdo

Dia nacional dos surdos: Pastoral do Surdo de Iguatama visita o Santuário de Nossa Senhora Aparecida

A celebração contou com intérpretes de libras e a interação de membros da Pastoral.

A missa desse domingo (26) celebrada às 15h, no Santuário de Nossa Senhora Aparecida em Campos Altos/MG teve a participação de membros da Pastoral do Surdo de Iguatama/MG. Essa foi a primeira visita do grupo ao Santuário. 

A celebração foi conduzida pelo pároco e reitor, Padre Adelson José de Souza. A missa contou ainda com a participação de intérpretes de libras que facilitaram a comunicação e garantiram aos surdos o entendimento. 

A visita ao local sagrado não foi por acaso, de acordo com a ouvinte Vanderléia Ilídia Silva. “No dia 26 de setembro é o dia nacional dos surdos e, por isso, fomos visitar a casa de nossa mãezinha, Nossa Senhora Aparecida, para agradecer por sempre abençoar a Pastoral”, contou. 

Além de ter participado da celebração na igreja, o grupo visitou a imagem de Nossa Senhora Aparecida e os integrantes aproveitaram. Rezaram, tiraram fotos, admiraram a vista dos mais de 1.200 metros de altitude e conheceram todo o perímetro do Santuário. 

Segundo Vanderléia, a Pastoral do Surdo da Paróquia Nossa Senhora da Abadia surgiu em abril de 2017, sendo a primeira Paróquia da Diocese de Luz/MG a criar uma Pastoral do Surdo. “O pároco, Padre Adriano Willian Silva, da nossa cidade sempre via um casal e mais duas irmãs surdas participando de todas as missas semanais, intrigado, ele chamou uma pessoa e perguntou quem eram essas pessoas e responderam para ele que eles eram surdos. Então percebeu a necessidade de quebrar a barreira do silêncio e levar para as pessoas surdas a palavra de Deus. Assim, o padre convidou quatro pessoas para a missão de evangelizar com as mãos. Os interpretes foram se capacitando através de cursos e hoje a Pastoral do Surdo de Iguatama conta com cerca de 12 intérpretes, entre adultos e jovens que se reúnem uma vez por semana para estudar a palavra”, disse.  

A ouvinte relatou que os surdos participam da procissão de entrada, ofertório, leituras, participam de novenas, tríduos, batizados, coroações e muito mais. E que já houve também dois casamentos de casais surdos. A oficialização da criação da Pastoral Diocesana do Surdo ocorreu em 2019 tendo como assessor Diocesano o Padre Adriano Willian Silva, os coordenadores diocesanos da Pastoral do Surdo, Ângelo Garcia Macedo (Surdo) e Vanderléia Ilídia Silva (ouvinte). A pastoral conta hoje com cerca de 15 surdos. 

Vanderléia encerrou agradecendo. “Muito obrigada ao padre Adelson, a equipe de liturgia, enfim a todos que nos receberam com toda atenção e carinho. Ficamos muito felizes.” 

Comente