Violência Doméstica

CAMPANHA: "Sinal vermelho para Violência Doméstica"

O propósito é ajudar mulheres em situação de violência a pedirem ajuda nas farmácias, ou em qualquer localidade do país.

Com a chegada do Coronavírus e as medidas de isolamento social, um triste número também começou a subir nas estatísticas, foram o de denúncias de violência doméstica: o aumento foi de cerca de 50% em todo o mundo.
Com o convívio intenso , nesse momento de muita ansiedade, tensão e preocupação, incertezas e adversidades impostas pela pandemia do Coronavírus, as pessoas estão mais agitadas e mais propensas a brigas, além do consumo excessivo de álcool que colabora para as discussões entre casais. As agressões podem ser de diversas formas (física, psicológica, sexual, patrimonial e moral). Devido ao isolamento social, ao confinamento com seus parceiros, muitas mulheres não conseguem fazer as denúncias.
Pensando nisso o ConselhoNacional de Justiça e a Associação dos Magistrados Brasileiros lançaram, nesse mês de junho, a campanha “Sinal Vermelho para Violência Doméstica”. 
O propósito é ajudar mulheres em situação de violência a pedirem ajuda nas farmácias, ou em qualquer localidade do país.
A campanha está estruturada em envolver os atendentes de farmácias a receberem as denúncias das vítimas que estiverem com um sinal “X”, feito com batom vermelho (ou qualquer outro material), na palma da mão (ou pedaço de papel, o que for mais fácil), para o acionamento da Polícia Militar e consequente auxílio e demais providências.

Faça a sua parte, denuncie os agressores e salve vidas!

Comente