Santa Casa de Formiga

Santa Casa de Formiga recebe parecer favorável para se tornar Unidade de Alta Complexidade Cardiovascular

Hospital ainda aguarda homologação de uma comissão formada pelo Colegiado de Secretários Municipais e técnicos da SES, Comissão Intergestora Bipartite (CIB) e Sistema Único de Saúde (SUS)

A Santa Casa de Formiga obteve, na última semana, parecer favorável da Secretaria de Estado de Saúde (SES), pela habilitação como Unidade de Alta Complexidade Cardiovascular, para oferecer serviços de cirurgia cardiovascular e procedimentos de cardiologia Intervencionista para a macrorregião Oeste.
 
Nesta região, o único hospital habilitado em alta complexidade é o Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD).
 
A unidade ainda aguarda homologação de uma comissão formada pelo Colegiado de Secretários Municipais e técnicos da SES, Comissão Intergestora Bipartite (CIB) e Sistema Único de Saúde (SUS) estadual.
 
Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o documento de articulação para obtenção do parecer, enviado ao Estado este ano, é fundamentado pelo parecer técnico da Coordenação de Atenção à Saúde (CAS) da Unidade Regional de Saúde de Divinópolis(URS-DIV).
 
A SES esclareceu que a Santa Casa de Formiga está inserida no Programa Estadual Rede de Resposta às Urgências como nível II e referência para atendimento ao Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), e conta com equipe especializada exigida pelo Ministério da Saúde para realização de procedimentos cardíacos cirúrgicos, além de ter e capacidade tecnológica necessária.
 
Atualmente a unidade hospitalar conta com 17 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo que a diretoria do hospital assumiu o compromisso de abrir mais três leitos de UTI adulto, após habilitação que é aguardada pelo MS, além dos 17 leitos que já estão em funcionamento.

Em 2019, foram realizados na entidade um total de 133 procedimentos, entre cateterismo cardíaco e angioplastia coronariana, e 25 procedimentos só no mês de janeiro de 2020.

Comente