Notícias

Artigos / Colunas

O QUE É RECALL? E PORQUE VOCÊ DEVE SABER.

Foto: Iguatama Agora

Recall é um termo em inglês, cujo significado é chamar de volta (rechamada). É uma solicitação do fornecedor para que o cliente retorne com o produto comprado à loja, para substituição ou reparo. Tal campanha acontece quando o fabricante constata uma falha no produto ou serviço vendido que acarreta risco à saúde e segurança das pessoas, atendendo à Lei nº 8078/90 – Código de Defesa do Consumidor. Assim, o fornecedor é obrigado a divulgar uma campanha de recall, deixando explícito os modelos, lotes e números seriais que necessitam do reparo ou troca. Para o cliente é um serviço gratuito, que requer no máximo um agendamento. Para a fabricante, entretanto, é um serviço muito oneroso, tanto pelo gasto com divulgação, quanto pelo custo de reparo e o questionamento (ou “filme queimado”).

No mundo automotivo, o recall tem se tornado cada dia mais frequente e atingindo variadas marcas, tipos e modelos. O primeiro grande recall brasileiro, foi referente aos Chevrolet Corsa, fabricados entre 1994 e 1999, cuja fabricante foi acusada de omitir falha no cinto de segurança afetando mais de 1 milhão de veículos. Em ordem cronológica, outra campanha abrangente foi a dos modelos Volkswagen Fox, Crossfox e Spacefox, cujo mecanismo para rebatimento do banco traseiro podia decepar uma parte do dedo e mais de meio milhão de veículos foram convocados a voltar à concessionária.

 Entretanto o recall mais surpreendente da história automotiva internacional se refere aos famosos air bags da fabricante japonesa Takata.  Por ser uma companhia de peças que fornece às marcas dos cinco continentes, a abrangência do recall foi a nível mundial. O defeito consiste na possibilidade de lançamento de estilhaços quando do acionamento da bolsa inflável, podendo ferir o motorista. Há um caso no brasil e dezenas no exterior. O alcance de veículos que necessitam do recall ultrapassa dos 30 milhões no mundo, e nada menos que 3,5 milhões no Brasil. Aqui são 15 marcas afetadas, das quais as japonesas Toyota, Honda e Nissan são as mais envolvidas.

Um outro caso curioso é da sueca Volvo que realizou a campanha de uma única unidade do modelo C30. Porém devido às leis vigentes, teve publicar em diversos meios de comunicação o chamado de recall, mesmo tendo o contato do dono da unidade afetada. E não menos intrigante a toda poderosa Ferrari que neste mês convocou mais de 2000 veículos da américa do norte por risco de incêndio.

Entenda que o recall é um serviço de extrema importância e que deve ser tratado com seriedade e responsabilidade. Você como dono e/ou condutor, tem a obrigação de zelar pelo bem e proteção dos passageiros. A negligência do fabricante em ter vendido um produto defeituoso, não inibe a sua negligência em saber da falha e continuar a usar o automóvel sem correr atrás do reparo. Para saber se seu veículo está contemplado na lista de qualquer recall, ligue para o fabricante. Se seu automóvel é mais novo que 2011, é possível consultar pelo site do denatran ou pelo portal do ministério da justiça.

Veja também

Publicidades